Header Ads

Breaking News
recent

"Contigo torno-me real"

O título do romance de Aldous Huxley "As portas da percepção" deu o nome à mítica banda DOORS  que se tornou, com o seu guru JIM MORRISON, morto com 27 anos de uma "overdose de vida", a referência mais extrema do rock nos anos 60.
Nenhuma outra banda foi mais longe e mais fundo que os DOORS e ninguém como JIM MORRISON assumiu na música e nas letras a dimensão poética que podemos fazer corresponder ao "sentir tudo de todas as maneiras" de Fernando Pessoa.
O músico Darryl Read, que inventou o punk britânico, fortemente influenciado pelos DOORS, que trabalhou e editou álbuns com Ray Manzareck, o teclista da banda de Los Angeles, estará em Portugal para uma participação especial  num evento poético-musical que a POETRIA e as GALERIAS LUMIÈRE realizam e promovem no próximo dia 3 de Abril.
A partir das 18 horas, a poesia de William Blake, Nietzsche e Jim Morrison será interpretada por António Pedro Ribeiro e Suzana Guimarães, com a intervenção do próprio Darryl Read (guitarra) que terá a acompanhá-lo músicos do rock português, dos quais Zé Pedro (Xutos).
Será uma ocasião única e rara que contará com a presença do crítico e comentador musical da RTP Álvaro Costa e de Rui Pedro Silva, autor do livro "Contigo torno-me real", o mais completo, profundo e mais bem documentado estudo que alguma vez se se fez em Portugal sobre JIM MORRISOM e os DOORS, profusamente ilustrado com fotografias inéditas e inúmeros testemunhos de figuras nacionais e estrangeiras que partilharam ou estiveram muito próximos dessa extraordinária aventura. (VER CARTAZ ANEXO)
Entrada livre.
POETRIA

Sem comentários:

António Dulcídio. Com tecnologia do Blogger.