Header Ads

Breaking News
recent

Exposição de pintura de Francisco Urbano

Francisco Urbano apresenta a nova série CINEMA na Galeria Atlântica, em Vilamoura, no dia 07/10/2010 e na Feria Internacional de Arte de Madrid, no dia 25/11/2010.
Sobre esta nova série o crítico de arte e pintor Ângelo Vaz disse:
“Se a riqueza está na criação do homem, Francisco Urbano é porta-estandarte nesta nova vaga de artistas.
Conhecendo eu o seu percurso, entendo que este novo ciclo lhe vai dar mais-valias artísticas.
Francisco Urbano, explorou intensamente as técnicas mistas com um neo-figurativismo durante anos.
Agora propõe-nos e dando continuidade às técnicas mistas o ciclo da Pop-Art, com a temática de CINEMA!
As figuras, os símbolos e as cores que o artista escolheu, poderei considerar que dentro da Pop-Art, há um purismo no figurativismo fotográfico colado.
Esconde símbolos que é património particular, mas faz parte deste estilo e encaixa-os perfeitamente no cenário da obra.
Consegue comunicar com a destruição de cartazes, folhetos, flyers e outros suportes gráficos e publicitários temáticos, aplicando-os e dando-lhes cores adequadas.
Soube dar profundidade e perspectiva aos trabalhos com as imagens desgastadas pelo tempo.
Artisticamente, é uma pura e honesta homenagem ao cinema.
Se Robert Rauschenberg fosse vivo, o mesmo ficaria contente por ter um colega e amigo como Francisco Urbano, pois o mesmo perante as dimensões das telas, soube aproveitar os espaços sem se perder.
Os criadores da fotografia e do cinema como neste caso particular, estão de parabéns porque mais um artista e português, perante sua capacidade artística, soube fazer um belo filme com cor e movimento.
Francisco Urbano, movimenta-se e emociona-se ao elaborar este novo ciclo.
O Cinema sendo uma temática vasta e complexa vai levar este artista ao topo do figurativismo gráfico/publicitário, com raízes urbanas.
Pop-Art com raízes Europeias (Inglaterra) e Norte Americanas (Estados Unidos), explodiu nos finais dos anos 50, no século XX, despertando a atenção da nova sociedade e Francisco Urbano, está a eclodir uma nova versão com materiais que sabe manusear, retirando daí resultados extraordinários.
Gessos, colas, acrílicos, resinas e outros materiais, trabalhados com os diversos suportes sobre tela dá resultados nunca vistos, o que este artista consegue com maturidade e tecnicismo nas suas obras.”
Esta exposição estará patente na Galeria Atlântica entre 07/10/2010 a 30/11/2010; e, na Feria Internacional de Arte de Madrid, no espaço da Galeria Patricia Muñoz, entre 25/11/2010 a 28/11/2010 

1 comentário:

António Dulcídio. Com tecnologia do Blogger.