Header Ads

Breaking News
recent

HALO COST de Hugo de Almeida Pinho - ESPAÇO PAINEL

Inauguração: 14 Janeiro, 17h - 20h
14 Janeiro - 25 Fevereiro 2017
Segunda a Sábado, 17h - 20h
Rua das Taipas, 135, Porto (edifício ISPUP)
"A luz solar encerra uma divisão originária que se realiza em dois valores inversos: ao mesmo tempo que ilumina, visibiliza, também cega; no paradoxo heliotrópico a aproximação determina, igualmente, o afastamento. Como Tirésias, o cego profeta de Tebas, que em Édipo Rei é privado da visão para dar a ver, é neste desígnio de vidência – o de visionar, perante a insuficiência de ver – que se forma a exposição Halo Cost (2017) de Hugo de Almeida Pinho, onde a luz é a origem sincrónica da cegueira e da revelação.
Delimitadas por uma relação de alteridade entre si, as obras que compõem Halo Cost manifestam-se identicamente, embora sem se explicarem umas às outras, pelo jogo de reencontro de temas que abrem entre si. Numa gravitação que vai do exterior para o interior, do natural para o artificial, da anulação para a revelação, a ocorrência da luz é utilizada aqui para trabalhar sobre a vertigem contemporânea da hipertrofia do visível e das aparências, mas também como apologia à obscuração e à condição matricial da luz – agente limiar daquilo que se inicia e finaliza, do que se revela e anula, interpelando a dupla condição de adaptação e estranhamento da imagem à circunstância do mundo: “les images ne sont pas faites pour la lumière. Tout rêve le sait et chaque nuit le prouve." (Pascal Quignard, Vie Sècrete).
[...]
Neste sentido, a exposição Halo Cost move-se justamente sobre esta comparência contínua da destruição e do anulamento, que desponta aqui porém enquanto possibilidade de uma nova forma, e sem nunca olvidar que é graças às sombras que a luz existe, que uma é a causa da outra."

 
Sara Castelo Branco

Sem comentários:

António Dulcídio. Com tecnologia do Blogger.